Toni Mota

Toni Mota

O novo administrador do estádio Presidente Vargas, José Fernandes, confirmou nesta quinta-feira, 26, o início das obras de adequação do PV. A necessidade é para atender a Portaria 290/2015 do Ministério do Esporte. A conclusão da reforma não tem data exata para terminar, mas estipula-se algo em torno de até dois meses.

Sem uso desde setembro do ano passado e só realizando jogos de portões fechados, o Gigantinho do Benfica é a casa dos clubes cearenses órfãos de estádios. Penssavam em contar com a referida praça esportiva: Tiradentes, Uniclinic e Maranguape, além de Fortaleza e Ceará, que mesmo tendo contrato com o Castelão, poderiam fazer jogos de pouco apelo neste equipamento.

O subtente Fernandes está tentando conseguir apoio da Federação Cearense de Futebol e juntos chegarem até o Ministério Público na esperança de uma solução para atender aos jogos de pequeno porte via de assinatura de um TAC - Termo de Ajuste de Conduta até que as obras estejam prontas e o estádio totalmente liberado para jogos de qualquer porte.

A proposta seria liberar o PV para receber jogos de pouca torcida e que se encaixariam no espaço que hoje, já é setorizado. O setor das sociais  suporta jogos com estimativa menor que mil torcedores. As exigências solicitadas na Portaria são: Setorização nas arquibancadas, sonorização, numeração dos assentos e corrimãos.

De acordo com o administrador, a reforma será geral e outras ações serão aliadas para deixar o equipamento em perfeito estado de uso, além de medidas preventivas na manutenção do mesmo como por exemplo, acabar com os rachas rotineiros que tanto maltratavam o gramado.

 

O Campeonato Brasileiro Série B já está chegando ao seu final, restam apenas três rodadas e o Atlético goianiense garantiu antecipadamente o acesso a Série A em 2017. O Ceará ainda possui chances matemáticas para chegar ao G4 e também mudar de série para a próxima temporada.

O que não podemos deixar passar desapercebidos são os detalhes que poderiam fazer a diferença num trabalho que deve ser bem elaborado e aproveitando o que já tínhamos por aqui, no futebol cearense. Lembrem, o técnico do Atlético Goianiense é o Marcelo Cabo, com passagem pelo Ceará e o atacante Luis Soares, o Estrela, um dos artilheiros da Série C Cearense em 2015 jogando pelo Pacatuba.

Marcelo Cabo foi contratado pelo Ceará por causa da boa campanha realizada no Estadual Carioca em 2015. O Estrela marcou oito gols pelo Pacatuba e ninguém do futebol cearense o contratou. O CSA de Alagoas o contratou e foi destaque por lá neste ano. Vale ressaltar que o maranhese Pedro Bambu é outro que passou muito tempo no futebol cabeça chata e brilha no Atlético há algum tempo.

O Marcelo Cabo que já o conhecia, indicou sua contratação pelo Atlético/GO, em maio, e foi um dos destaques do Rubro Negro goiano. Resta saber se o contrato será renovado. Tai, mais um bom valor cearense, com apenas 25 anos, que desponta em outras praças sem que os “olheiros” do futebol local percebam.

O Campeonato Brasileiro Série B já está chegando ao seu final, restam apenas três rodadas e o Atlético goianiense garantiu antecipadamente o acesso a Série A em 2017. O Ceará ainda possui chances matemáticas para chegar ao G4 e também mudar de série para a próxima temporada.

O que não podemos deixar passar desapercebidos são os detalhes que poderiam fazer a diferença num trabalho que deve ser bem elaborado e aproveitando o que já tínhamos por aqui, no futebol cearense. Lembrem, o técnico do Atlético Goianiense é o Marcelo Cabo, com passagem pelo Ceará e o atacante Luis Soares, o Estrela, um dos artilheiros da Série C Cearense em 2015 jogando pelo Pacatuba.

Marcelo Cabo foi contratado pelo Ceará por causa da boa campanha realizada no Estadual Carioca em 2016. O Estrela marcou oito gols pelo Pacatuba e ninguém do futebol cearense o contratou. O CSA de Alagoas o contratou e foi destaque por lá neste ano. Vale ressaltar que o maranhese Pedro Bambu é outro que passou muito tempo no futebol cabeça chata e brilha no Atlético há algum tempo.

O Marcelo Cabo que já o conhecia, indicou sua contratação pelo Atlético/GO, em maio, e foi um dos destaques do Rubro Negro goiano. Resta saber se o contrato será renovado. Tai, mais um bom valor cearense, com apenas 25 anos, que desponta em outras praças sem que os “olheiros” do futebol local percebam.

A Federação Cearense de Futebol-FCF através de sua comitiva realizou visitas e vistorias em oito estádios pelo interior cearense que poderão ser utilizados na temporada 2017, na Série A estadual. Essa atitude visa acelerar os trabalhos de melhorias nos referidos estádios para que não haja nenhum tipo de empecilho que impossibilite o uso dos mesmos nas competições.

De acordo com o Diretor de Patrimônio e Gestão de Estádios da FCF, Josimar de Carvalho, a situação é bem preocupante, pois além do desgaste natural do tempo outros fatores podem dificultar ainda mais a recuperação das praças esportivas. “O que vimos nos estádios visitados nos preocupa, mas vamos ter que manter contato direto com os representantes dos clube, gestores dos estádios e os próprios prefeitos que estarão assumindo os municípios sedes dos estádios, sem contar com a seca perversa que passam todos os municípios do Ceará”. Concluiu Josimar.

Na primeira visita da comitiva  todos os estádios receberam um checklist com as pendências observadas pela vistoria que verificou quesitos como: a condição do gramado, vestiários dos árbitros, cabines de rádios entre outros. As visitas de volta já estão marcadas e serão iniciadas a partir de 22/11, e as pendências de cada estádio deverão estar em andamento ou concluídas.

  • Acompanhe os estádios visitados:

Perilão( Itapipoca)

Junco( Sobral)

Domingão( Horizonte)

Bandeirão( Limoeiro do Norte)

Coliseu( Alto Santo)

Inaldão( Barbalha)

Romeirão( Juazeiro do Norte)

Mirandão( Crato).

Aconteceu na tarde desta segunda-feira,10, no auditório da Federação cearense de Futebol-FCF julgamento de alguns processos, entre eles, o de número 187/2016 que tem como denunciada a FCF em dois artigos: 191, I e 239 c/c 179, IV e V do CBJD. Cada artigo prevê uma pena pecuniária de R$ 100,00 a 100.000,00.

A denuncia foi gerada pela Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Ceará-TJDF-CE que viu no Campeonato Cearense de Futebol fatos como: Alguns WOs antecipados por falta de pagamentos das taxas de arbitragens, por causar prejuízos a terceiros e outros fatos mais. Por unanimidade de votos, cinco votos, a Federação Cearense de Futebol foi punida com multa pecuniária no valor de R$ 150.000,00 e com prazo de 30 dias para os pagamento e apresentação dos comprovantes.

Pelo Art 191, I a multa foi de R$ 50mil e pelo Art 239 a multa foi de R$ 100mil. Metade deste montante será destinada a cinco instituições filantrópicas. A tal atitude por parte da Corte Judicante serve para evitar um pagamento de faz de contas, já que, os recursos financeiros oriundos de pagamentos de sentenças são recolhidos pela FCF e, dessa forma seria garantir pelo menos metade do cumprimento da pena.

Dr. Klaus de Pinho Pessoa Borges, auditor/relator do processo, em sua fala mostrou que a defesa da FCF solicitou que, se em último caso tivesse que ser punida que não fosse convertida em ação social, dando a entender que se assim fosse, como foi, será necessário mesmo sair da FCF o dinheiro para os referidos pagamentos.

O que causou estranheza foi à ausência da defesa da Federação Cearense de Futebol que além do Dr, Rodrigo Rocha conta ainda com um escritório contratado para defendê-la juridicamente. Assim, Dr. Edison Mourão, defensor dativa, fez a defesa e solicitou a lavratura do Acódão.  

A Primeira Comissão Disciplinar do TJDF-CE é composta por:

Dr. Carlos Tolstoi – Auditor Presidente;

Dr. Fernando Medeiros – Auditor;

Dr. Klaus de Pinho Pessoa Borges –Auditor/Relator;

Dr. Márcio Cristhian Pontes Cunha - Auditor;

Dr.Thales Pontes Batista - Auditor.

Dr. Carlos Alberto de Araújo Farias – Procurador.

*Acompanhe o que relata os Artigos 191 e 239 c/c 179:

  • Art. 191. Deixar de cumprir, ou dificultar o cumprimento:  I - de obrigação legal.

PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a 100.000,00 (cem mil reais), com fixação de prazo para cumprimento da obrigação.

  • Art. 179. São circunstâncias que agravam a penalidade a ser aplicada, quando não constituem ou qualificam a infração:

IV - ter causado prejuízo patrimonial ou financeiro;

V - ser o infrator membro ou auxiliar da justiça desportiva, membro ou representante da entidade de prática desportiva.

  • Art. 239. Deixar de praticar ato de ofício, por interesse pessoal ou para favorecer ou prejudicar outrem ou praticá-lo, para os mesmos fins, com abuso de poder ou excesso de autoridade.

PENA: multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), suspensão de cento e vinte a trezentos e sessenta dias e eliminação no caso de reincidência.

Por determinação do peesidente do TJDF-CE, Dr. Frederico Bandeira, a Federação Cearense de Futehol-FCF remarcou a partida final do Cearense Série B para a última quinta-feira, entre as equipes do Horizonte com 46 pontos e Alto Santo com 44 pontos Dr. Frederico também em seu.despacho, determinou que a FCF não hologasse o resultado da partida. 

De acordo com o Dr. Marcelo Desidério, advogado constituido pelo Ferroviário, relatou e foi aceito parcialmente o pedido de suspensão do jogo."Ainda serão julgados dois processosnpelo Pleno do TJDF-CE e se caso não vencermos, ainda cabe recurso no STJD.

Nesta 5a-feira o jogo aconteceu em Horizonte  e depois de terminar empatado no tempo normal os times foram para as cobranças dos pênaltis. O Alto Santo fou mais competente e venceu por 7 a 6 com nove cobranças para cada time.  

 

CONFIRA AS ESCALAS DAS EQUIPES ( foto ). 

 

A solenidade de posse e eleição para presidente e vice da nova composição do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Ceará-TJDF-Ce, foi realizada nesta quarta-feira,10, no auditório da FCF e teve surpresa. Dr. Jamilson Veras, abdicou de concorrer à reeleição da presidência e através de votação, por cinco votos a quatro, Dr. Frederico Bandeira foi eleito. Dr. Yasser Holanda foi o outro concorrente.

Após a eleição para presidente aconteceu o mesmo procedimento na recondução do Dr. Tiago Albano como vice-presidente. O Placar de votos foi o mesmo. Dr. Sávio Cavalcante foi o concorrente. Agora, o Pleno do TJDF-Ce aguarda a indicação de Lista Tríplice com os nomes dos advogados indicados pela Federação Cearense de Futebol para concorrer ao cargo de Procurador Geral do Tribunal. Os três serão abatinados pelos auditores do Pleno e depois um será escolhido pelo voto.

Depois da posse do novo presidente do TJDF-Ce, foi a vez dos auditores se pronunciarem sobre a nova escolha. Dr. Frederico Bandeira facultou a palavra aos presentes e o Dr. Eugenio Vasques, diretor jurídico da FCF, o parabenizou e ressaltou o trabalho da federação que tenta a revelação de novos valores no futebol. Outro que também falou foi o presidente do SAFECE, Marcos Gaucho e por último, o Dr. Edison Mourão, advogado dativo e com 33 anos de Tribunal.

Na fala do Marcos Gaucho, ficou frisado o fato de contrapor a palavra do Dr. Eugenio Vasques. Gaúcho, defendeu os jogadores e até avisou ao Pleno que entrará com denuncia contra a FCF pelo fato da Taça Fares Lopes, artigo 5º do REC, permitir o uso de no máximo seis jogadores com idade acima de 23 anos. “aproximadamente 140 jogadores poderiam ser contratados e estão sem trabalho”. Concluiu, Gaucho.

VEJA COMO FICOU A COMPOSIÇÃO DO PLENO DO TJDF-Ce:

  • Frederico Bandeira – presidente( indicação dos clubes );
  • Tiago Albano – Vice-presidente( indicação dos clubes);
  • Jamilson Veras – Auditor(indicação do SAFECE);
  • Haroldo Rebouças – Auditor(indicação do SAFECE);
  • Yasser Holanda – Auditor(indicação da OAB-Ce);
  • Jesse Marcelo Holanda – Auditor(indicação da OAB-Ce);
  • Rodrigo Azin – Auditor(indicação da FCF);
  • Sávio Cavalcante – Auditor(indicação da FCF);
  • Pedro Bruno – Auditor(indicação do SINDARF-Ce).

A observação que foi bastante ressaltada na reunião do Pleno foi quanto à indicação do SAFECE, o Dr. Haroldo Rebouças, que além de um grande conhecedor das Leis, também conhece os aspectos dentro de campo, pois já foi jogador de futebol.

Diante de tanto descontentamento com a Federação Cearense de Futebol –FCF e o Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Ceará-TJDF-CE pelos últimos acontecimentos relacionados ao Ferroviário AC, a diretoria Coral divulgou e publicou Nota Oficial.

A Federação Cearense de Futebol-FCF está com um estoque de aproximadamente duas toneladas de alimentos não perecíveis e que serão doados a instituições filantrópicas. As arrecadações foram feitas por ocasião dos jogos realizados no Estádio Presidente Vargas: Seleção de futebol feminino do Brasil x Austrália em amistoso pré-olímpico e os dois clássicos-rei pelo sub-15 e Master Cearense.

Até o final desta semana a FCF indicará quais e quantas serão as instituições que receberão os alimentos. As indicações geralmente são divididas entre times e a própria federação. Outras finais de competições poderão ter como entrada um quilo de alimento. A final do sub-15, sub-17, sub-13, Feminino e Master.

Com essa atitude ganham o público e as instituições que trabalham com a filantropia. O torcedor tem a oportunidade de assistir bons jogos e poder ajudar a melhorar a qualidade de vida de várias pessoas que passam por situações adversas. 

Segunda, 27 Junho 2016 09:56

Não vai ter jogo

A Série B Cearense continua com as suas complicações e dentro do que já se esperava, vem mais uma bronca provocada pelo próprio TJDF-CE, quando na última Sessão do Pleno realizada, acatou o pedido de impugnação do WO para o jogo Nova Russas x Alto Santo não realizado em 22 de maio, no Junco, em Sobral e determinou que a FCF marcasse nova data para o jogo.

O Departamento de Competições da FCF enviou ofício às duas equipes e solicitou que o Nova Russas indicasse o estádio para a realização do novo jogo em data ainda a ser definida.  A Federação Cearense de Futebol teria que marcar o jogo no máximo em 10 dias após o julgamento e entre a marcação e a realização o prazo Maximo seria de 15 dias.  Acontece que o Nova Russas enviou Ofício a FCF alegando que não poderá realizar o referido jogo e esclarece as razões.(imagem anexo).

O Cearense Série B teve o dia 08/04 como data final para inscrições de novos atletas e no dia 29/05, teve o prazo da última rodada extrapolado. É bom ressaltar que os jogos desta rodada foram realizados, mas por determinação do Tribunal, estão Sub judice e, desde então a competição está paralisada aguardando final do Inquérito Desportivo apurado pele Tribunal.

A reportagem do artilheiro conversou com o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Ceará, Dr. Jamilson Veras, e entre outras indagações, perguntamos sobre a determinação da marcação por parte da FCC de uma nova partida, quando sabíamos que o Nova Russas não teria condições legais de cumpri-la ? Dr. Jamilson Veras foi incisivo e disse: “Nós do Tribunal julgamos os fatos ocorridos e não os que ainda ocorrerão”. Concluiu o jurista.

Página 1 de 5