Pedro Henrique

Pedro Henrique

Na tarde deste domingo (09/04), às 16h, em jogo válido pela segunda partida dos playoffs do Campeonato Cearense, o Fortaleza enfrentou o Ferroviário, no Clássico das Cores, em jogo realizado na Arena Castelão, o que culminou em um empate pelo placar de 1 a 1. Pelo tricolor, o gol foi marcado pelo jogador Anderson Uchôa; já o tento do time coral foi decretado pelo jogador Mimi, aos 48 minutos da segunda etapa. As duas equipes decidirão a vaga na final em um terceiro jogo.

O CONFRONTO

A partida começou muito abaixo do esperado, em virtude do Fortaleza ter que buscar o resultado. O Ferroviário, por sua vez, foi para o jogo com a formação que era esperada, já que venceu a primeira partida pelo placar de 2 a 0, com três linha defensivas e esperando o contra-ataque adversário para construir uma boa jogada e marcar o seu primeiro gol. Em vez disso, as duas equipes partiram para um duelo mais brigado, com várias faltas e jogadas acirradas entre defesa e ataque e, dessa forma, um grande número de cartões amarelos foi mostrado logo na primeira etapa de partida.

 O Fortaleza teve boas chances, mas sempre parava na marcação adversária. Em uma dessas chegadas, após receber um passe de Éverton, o volante Anderson Uchôa arriscou um chute de muito longe e contou com a colaboração do goleiro Mauro para abrir o placar, aos 27 minutos da primeira etapa. Após o gol, o Fortaleza foi ainda mais para o ataque em busca de ampliar o placar e garantir uma boa vantagem logo no início da partida, mas também tentava se defender como podia das investidas da equipe coral. Assim, o primeiro tempo terminou com a vantagem mínima para os donos da casa.

O segundo tempo começou com jogadas duras das duas equipes e o árbitro teve que intervir várias vezes, com conversas e advertências. Apesar das jogadas mais duvidosas, os times começaram a criar mais oportunidade. Aos oito minutos, o atacante Wesley teve uma boa oportunidade de ampliar o placar, com um belo chute de primeira, mas parou na boa defesa do goleiro Mauro, que se redimiu da falha no primeiro gol.

Ao observar que o time de Marquinhos Santos estava recuando, o técnico Vladimir de Jesus fez duas mudanças pontuais: tirou Léo para colocar o ponta Valdecir e sacou o Assisinho para a entrada de Maxuel. Com as mudanças, o time coral conseguiu criar mais jogadas de ataque perigosas e chegava ao gol tricolor com grandes oportunidades. Em uma dessas oportunidades, Maxuel fez boa jogada e foi parado com falta por Uchôa. Na cobrança, Valdeci bateu com perfeição e obrigou o goleiro Marcelo Boeck a realizar um verdadeiro milagre.

Aos 39 minutos, após o tricolor ficar com um a mais no campo, em virtude da contusão de Maxuel, o lateral Pablo cruzou a bola na área adversária, a qual passou por todos os zagueiros do Ferrão e pelo goleiro Mauro, mas o atacante Gabriel Pereira perdeu a maior oportunidade do Fortaleza para ampliar o placar. Um gol perdido que faria falta mais à frente.

O GOL SALVADOR

Já no final do jogo, quando a maioria dos torcedores já estavam acreditando na vitória tricolor, uma bola cruzada na área sobrou para o atacante Mimi, que pegou de primeira e acertou a trave, antes de marcar o gol de empate do Ferroviário, aos 48 minutos da segunda etapa. A festa coral foi enorme, pois encontrou um gol que daria uma boa vantagem no terceiro jogo.

DISPUTA DECIDIA EM TRÊS JOGOS

Com o empate salvador, a decisão da vaga na grande final do certame será definida em um terceiro jogo, realizado no dia 19/04 (quarta-feira). O ferroviário detém a vantagem do empate e da vitória; já para o Fortaleza resta vencer a partida para levar a decisão aos pênaltis e tentar a sua classificação além dos 90 minutos.

FICHA TÉCNICA

Fortaleza 1 x 1 Ferroviário

LOCAL: Arena Castelão

DATA: 09/04 (domingo)

HORÁRIO: 16h

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Pablo, Heitor, Max Oliveira e Éverton (Gastón); Rodrigo Mancha, Anderson Uchôa, Ronny (Felipe), Rodrigo Andrade (G. Pereira) e Wesley; Zé Carlos. Técnico: Marquinhos Santos

FERROVIÁRIO: Mauro, Gustavo (Batata), Erandir, Tony Belém e Túlio; Jonathas, Léo (Valdeci) e Mimi; Mota, Assisnho (Maxuel) e Vitinho. Técnico: Vladimir de Jesus.

GOLS: Anderson Uchôa – 27 min/ 1º T para o Fortaleza; Mimi – 48 min/ 2º T para o Ferroviário.

Cartões Amarelos: Zé Carlos, Anderson Uchôa, Ronny, Max Oliveira e Rodrigo Mancha para o Fortaleza; Erandir, Mimi e Mota para o Ferroviário.

Árbitro: Léo Simão

Assistente 1: Mardônio Ribeiro

Assistente 2: Jailson Albano

4º árbitro: Carlos Custódio

Público Pagante: 10.346

Não Pagante: 612

Renda: 98.540,00

Neste domingo (26), em partida realizada na Arena Castelão, às 18h30, o Fortaleza venceu o Tiradentes pelo placar de 3 a 0, com gols de Lúcio Flávio e Zé Carlos,duas vezes, e avança às semifinais do Campeonato Cearense de 2017, em busca de mais um título.

O CONFRONTO

O início de partida foi bem abaixo do esperado, com a duas equipes sem chegar devidamente às áreas adversárias e ambos os times sem um padrão de jogo concreto e eficaz. Os jogadores responsáveis pela criação de jogadas apareceram muito pouco, já que Everton e Wesley não tiveram muitas chances de conduzir a bola para o campo de ataque.

Aos 33 minutos da primeira etapa, o zagueiro Max Oliveira soube usar a sua especialidade, a jogada aérea, para finalizar bem e quase marcar o primeiro gol; o goleiro Jhones fez uma boa defesa. Aos 43 minutos, o Tiradentes teve uma boa chance de abrir o placar a seu favor, com um belo chute de fora da área do jogador Eduardo. O goleiro Marcelo Boeck se esticou no canto e conseguiu salvar o primeiro gol da partida.

Na volta do intervalo, o Tiradentes chegou com perigo ao gol tricolor, com uma finalização por cima da meta, de Itaitinga. Contudo, o Fortaleza foi ao ataque e logo após a jogada perigosa do adversário, o atacante Lúcio Flávio finalizou e a zaga afastou o perigo.

A segunda etapa começou bem movimentada, os dois clubes buscavam a oportunidade a todo o momento e, em uma tentativa de cruzamento de Everton, o goleiro do Tigre foi obrigado a fazer uma bela defesa e evitar o gol Tricolor.

Aos 29 minutos, em um bom cruzamento de Jefferson, Lúcio Flávio cabeceia para marcar o primeiro gol do Fortaleza na partida. O Fortaleza amplia o placar, com Zé Carlos batendo pênalti, aos 37 do segundo tempo e, mais uma vez, Zé Carlos marca o terceiro do time Tricolor, concretizando a classificação do Fortaleza.

O Fortaleza joga contra o Ferroviário, na semifinal do certame, no chamado “Clássico das Cores”, em partida realizada neste domingo (04/04) e com jogo de volta para o dia 09/04. Caso haja necessidade de mais um jogo, a partida será realizada no dia 19/04, este último sendo disputado na quarta-feira. O primeiro jogo entre as equipes foi um empate em 2 a 2.

FICHA TÉCNICA:

FORTALEZA 3 x 0 TIRADENTES

LOCAL: Arena Castelão

DATA: 26\03\2017

HORÁRIO: 18h30

ÁRBITRO: Avelar Rodrigo - CE

1º ASSISTENTE: Armando Lopes - CE

2º ASSISTENTE: Renan Aguiar - CE

4º ÁRBITRO: Antônio Sócrates - CE

FORTALEZA: Marcelo Boeck, Jefferson, Heitor, Max Oliveira, Bruno Melo; Anderson Uchôa; Pablo, Everton(Leandro Lima), Lúcio Flávio(Rodrigo Mancha), Wesley(Ronny); Zé Carlos

TÉCNICO: Marquinhos Santos

TIRADENTES: Jhones, Henrique, Maceió(Diego), Kelvin; Eduardo Recife, Michel, Nanin, Leo Olinda(Daniel); Itaitinga, Wilkson(Ruan)

TÉCNICO: Danilo Augusto

GOLS: Lúcio Flávio - 29 min/2ºT, Zé Carlos - 38min, 43min/2ºT

CARTÕES AMARELOS: Heitor (FOR), Zé Carlos (FOR); Michel ( TIR), Henrique (TIR), Jhones (TIR)

RENDA: 33.085

PÚBLICO PAGANTE: 5.352

PÚBLICO NÃO PAGANTE: 490

PÚBLICO TOTAL: 5.842

Banner Sky